sexta-feira, 18 de maio de 2018

2011 - Florence Price - Piano Concerto, Symphony n. 1 (New Black Music Repertory Ensemble, Walwyn; Dunner)



Leslie B. Bunner rege New Black Music Repertory Ensemble

Piano: Karen Walwyn

01 - Florence B. Price - Concerto in One Movement
02 - Florence B. Price - Symphony in E minor- I
03 - Florence B. Price - Symphony in E minor- II
04 - Florence B. Price - Symphony in E minor- III
05 - Florence B. Price - Symphony in E minor- IV

DOWNLOAD Mega

sexta-feira, 27 de abril de 2018

1968 - Pixinguinha, Clementina de Jesus, João da Baiana - Gente Da Antiga



Texto da contracapa do álbum, conforme transcrição postada no blog Samba de Raiz:

"Não se pretende aqui fazer a apresentação biográfica de Pixinguinha (23-abril-1898), de Clementina de Jesus (7-fevereiro-1902) e de João da Bahiana (17-maio-1887). Não seria numa contracapa que essa tarefa poderia ser resolvida, mesmo porque suas vidas cobrem um período bastante longo de nossa história musical e essa abordagem acabaria resultando num verdadeiro tratado. Para alguns puristas e pretensos donos da verdade, parecerá imprudente revelar ao público a imagem envelhecida de três artistas tão relevantes. Eu tenho especial amor e respeito por essa arte assim pensada, que o tempo tratou de cristalizar. Acho que a velhice não apaga o essencial e, pelo contrário, dá a coloratura exata e até dimensiona o verdadeiro artista. Mas o que esse disco aborda é por si tão eloqüente que nem vemos necessidade de nos alongarmos em considerações supérfulas. Ele sensibilizará os verdadeiros sensíveis, eis tudo. Em 10, 11 e 17 de janeiro de 1968 foram gravadas as dezesseis faixas que possibilitaram a seleção das doze aqui apresentadas. Não se projetou nenhum arranjo, mesmo porque se quis preservar um caráter de absoluta espontaneidade de cada um – quase a revivência do clima das antigas festas da Penha, em que se fazia música por absoluto amor. A presença de Pixinguinha, todos sabem, enternece pela sua lindeza. Seus quase setenta anos não alteraram a sua inventiva. Com seus setenta e cinco anos, mãe Clementina deixava transparecer a emoção de se ver em tão ilustre companhia. João da Bahiana? Quem já não o viu passar, com seu terno branco, sua imensa gravata de “pois”, seu cravo na lapela? Seu único problema, e que o afligia terrivelmente, é se deveria ou não cantar com a dentadura – pois não queria ver prejudicada sua articulação. É necessário que se faça especial destaque ao flautista Manoelzinho, que vim conhecer naquelas inesquecíveis noitadas do Zicartola, e que logramos “caçar” (a história seria grande) para esta gravação. Aliás, diga-se que foi um custo ajeitar Pixinga no microfone, tal a sua preocupação em não “cobrir” com seu potente saxofone os solos que destinou ao flautista. O mestre ficava de lado, aquele jeito de santo, no seu nunca por demais louvado contraponto, sublinhando com sorrisos e gestos cada passagem bonita que se obtinha aqui e ali. Ao historiar cada faixa deste álbum, quero dizer da tremenda força que deu a este LP o trio Canhoto-Dino-Meira, músicos excelentes, privilegiados, únidos do gênero. Na “cozinha”, atuaram com uma prodigalidade enorme de talento, os ritmistas Marçal, Gilberto, Luna e, em seus solenes atabaques, o grande Jorge Arena. O coro foi constituido por Zezinho, Nelson Sargento, Anescar, Pedrinho Rodrigues, Jairzinho da Portela, Jair Avellar e Copacabana. O maestro Nelsinho, que foi o braço direito de Pixinga nesta gravação, atuou na “briga” com seu trombone de gafieira. O LP está assim distribuído:

OS OITO BATUTAS — O diálogo de flauta e saxofone sobre a leve intervenção do trombone de Nelsinho. O choro foi composto por volta, de 1921 quando Pixinga foi incumbido de organizar o depois celebre conjunto *Os 8 batutas”.

YAÔ — Segundo Pixinguinha, Gastão Vianna gostava de fazer sambinhas afro-brasileiros com palavras africanas. João da Bahiana, que sola o número explica: “Yaô são as filhas de santo do terreiro. Aquicó é o galo, peru adié a galinha. Isso que dizer: o galo com as galinhas no terreiro fazem inveja pros rapazes solteiros. Jacutá de preto velho: casa de babalaô. Oxóssi é São Sebastião. Vamos saravá Xangó: vamos saudar São Jerônimo.

ROXÁ é roxa, ou seja, mulher negra. Essa batucada, Clementina escutou-a primeiramente na casa de Maria de Nenén, durante os pagodes de São Jorge, lá em Oswaldo Cruz. Então se organizava a roda de samba e Quelé (Clementina) alternava seus “improvisos” com Bernardo Mãozinha, Aurélio ou qualquer outro “bamba” presente. A introdução de Nelsinho segue-se uma quentissima batucada, onde responte a cuíca solene de Marçal e as palmas puxadas por Zezinho, Pé Grande (marido da partideira) e até pelo que subscreve estas notas.

A TUA SINA — Este samba, pelo seu estilo, poderia ser atribuído a Bernardo Mãozinha do Estácio. Aliás, Pixingulnha conheceu bastante aquele famoso sambista, cuja obra anda merecendo um levantamento. Aqui está, segundo Clementina, o autêntico espirito dos sambas das festas de Penha. Nelsinho e Manoelzinho secundam Pixinga no acompanhamento, bem á antiga.

ELIZETE NO CHORINHO — Composto há poucos dias, é a homenagem do mestre à sua cantora preferida. Pixinga se afastou do microfone para não interferir no solo que destinou a Manoelzinho. Nelsinho está também na gravação. Chorinho carioca, no melhor estilo. QUÊ QUÊ RÊ QUÊ QUÊ — Essa corima, solada por João (oitenta e um anos de idade!), é uma saudação de Oxalá. Clementina está no coro. Na tradução literal, o verso diz: “Queira ou não queira, vamos brincar”. O canto se inicia com uma saudação de João.

MIRONGA DE MÔÇA BRANCA – “Agô kelofé”, reza João. Essa corima esconde um conflito de amor. Mironga quer dizer segredo. O homem, dentro da ritualística de Umbanda, é o cavalo de Orixá, e a alusão ao “cavalo de seu pai” (no feminino, por uma deformação do linguajar jejê), traz em seu bojo uma tentativa de aproximação sexual, segundo João. Os atabaques de Jorge Arena tem especial destaque nesta corima.

CABIDE DE MOLAMBO — Neste “samba corrido” (catalogação de João), seu autor evoca a figura do malandro “Cabide de molambo”, que conheceu em priscas eras na tendinha no Tinoco, lá na Gamboa. “Ele era aletrado, um quase poeta e que compreendia o português: era mendigo, mas servia
seus amigos” — declara João. “É um samba natural’ (?), completa João, ao informar que o escreveu por volta de 1917.

BATUOUE NA COZINHA — A introdução bastante convencional é pra caracterizar a singeleza do samba. João freqüentava uma habitação coletiva, cuja encarregado era um mulata de nome Ignez. Foi lá que João encontrou “um branco metido a mais malandro que todo mundo, um rei sultão, que me rendeu ciúme”. Diz que escreveu este samba bahiano há mais de sessenta anos. Foi desenvolvido sobre o tema folclórico. AI SEU PINGUÇA — Seu Pinguça era um festeiro. “Arranhava um violino, era vaidoso, igual ao João, usava uma rosinha no peito. Quando se tocava um choro, era o primeiro a tirar uma dona. Então, quando havia uma paradinha na música, ele dava uma quebrada de corpo e a turma gritava: “Ai seu pinguça”. Tal como faz o choro nesta gravação. A composição é recente.

FALA BAIXINHO — Chamava-se “Mascote” e foi dedicada a enfermeira que o assistiu durante o enfarte que o aconteceu em 1965. Depois coloquei letra, dai sua denominação atual. O solo da segunda é de Nelsinho. Ao fundo, mestre Canhoto dá um solene recado em seu cavaco.

ESTÁCIO, MANGUEIRA — Poderia ser também de Bernardo Mãozinha, pelo seu estilo. Dona Clara era uma estação depois de Cascadura. O Heitor do que falam no samba é o dos Prazeres. A segunda é improvisada pela partideira. Outro samba puramente carioca.


Pedrinho de Moraes permaneceu uma tarde inteira fotografando, e Glauco Rodrigues acrescentou seu talento no lay-out que completou o lindo trabalho da capa.

Variamos bastante de uisque no decorrer das gravações, dai não ser justo destacarmos esta ou aquela marca. Gravou-se este documento como se estivessemos todos num pagode da Penha, e sabemos que esta gravação sensibilizará aqueles que, com amor e respeito, acompanham a nossa história musical"


01 - Os Oito Batutas (Pixinguinha e Benedito Lacerda)
02 - Yaô (Pixinguinha/Gastão Viana)
03 - Roxá (Foclore)
04 - A Tua Sina (Foclore)
05 - Elizete No Chorinho (Pixinguinha)
06 - Quê, Quê, Rê, Quê, Quê (João da Baiana)
07 - Mironga De Moça Branca (Folclore)
08 - Cabide De Molambo (João da Baiana)
09 - Batuque Na Cozinha (João da Baiana)
10 - Ai, Seu Pinguça (Pixinguinha)
11 - Fala Baixinho (Pixinguinha e Hermínio Bello de Carvalho)
12 - Estacio, Mangueira (Folclore)

DOWNLOAD Mega

sexta-feira, 20 de abril de 2018

1977 - Coro Popular Jabalón - Cantos de la Resistencia Española



01 - Vientos del pueblo
02 - Si se calla el cantor
03 - L'estaca
04 - La paloma de la paz
05 - A desalambrar
06 - A galopar
07 - Diguem no
08 - Soldadito boliviano
09 - A cántaros
10 - Ven Alberti
11 - El pueblo unido jamás ser vencido
12 - Gallo negro, gallo rojo - Los dos gallos
13 - Hasta siempre, comandante
14 - La muralla
15 - Andaluces de Jaén
16 - Al vent
17 - Bella ciao
18 - No nos moverán
19 - El abuelo
20 - Pongo mi voz
21 - Una canción
22 - Abstención, abstención
23 - Venceremos

DOWNLOAD Mega

quinta-feira, 12 de abril de 2018

2016 - Pluhar - Orfeo Chaman (Pennisi, Mancini, Capezzuto, Gonzalez Toro)



Christina Pluhar
L'Arpeggiata

Orfeo - Nahuel Pennisi
Eurídice - Luciana Mancini
Nahual - Vincenzo Capezzuto
Aristeo - Emiliano Gonzalez Toro

01 - Prologue- La selva (Butes)
02 - Act 1- 'O eterno' (Orfeo)
03 - Act 2- Passacaglia di Eurdice
04 - Act 2- 'Habrá una ninfa' (Nahual)
05 - Aznar - Arr Pennisi- Romance de la luna tucumana (Eurídice, Orfeo)
06 - Traditional- Act 2- 'Pajarillo' (Eurídice)
07 - Traditional- Act 2- 'Zumba che zumba'
08 - Act 2- 'Aristeo intentó' (Nahual)
09 - Act 2- 'Cubrámonos con cenizas' (Orfeo, Nahual, Aristeo)
10 - Act 3- Sinfonia
11 - Ritter - Arr Pluhar- Act 3- 'Cirene, madre'
12 - Act 4- 'Esta barca' (Nahual, Orfeo)
13 - Act 4- 'Si me escuchara' (Orfeo)
14 - Act 4- 'Sigue bbiendo' (Nahual, Orfeo)
15 - Traditional - Arr Pluhar- Act 4- Aparición de Eurídice (Nahual, Eurdice, Orfeo)
16 - Daz - Arr Pluhar- Act 4- Lamento de Orfeo (Orfeo)
17 - Traditional- Act 5- Bucimis (Dance of the Bacchantes)
18 - Act 5- La cabeza de Orfeo (Orfeo, Aristeo)

DOWNLOAD Mega

terça-feira, 10 de abril de 2018

1970 - Alice Coltrane - Ptah the El Daoud



01 - Ptah, the El Daoud
02 - Turiya and Ramakrishna
03 - Blue Nile
04 - Mantra


Alice Coltrane — Harpa, Piano
Joe Henderson — Flauta Contralto, Sax Tenor
Pharoah Sanders — Flauta Contralto, Sax Tenor, Sinos
Ron Carter — Baixo
Ben Riley — Percussão

DOWNLOAD Mega

terça-feira, 3 de abril de 2018

2003 - Chopin - L' oeuvre pour violoncelle et piano (Brigitte Engerer, Henri Demarquette)



01 - Sonate en sol mineur,op.65- allegro moderato
02 - Sonate en sol mineur,op.65- scherzo
03 - Sonate en sol mineur,op.65- largo
04 - Sonate en sol mineur,op.65- finale,allegro
05 - Etude op.25 en mi mineur
06 - Etude op.10 en ré mineur
07 - Grand Duo concertant en mi majeur- introduction(largo)
08 - Grand Duo concertant en mi majeur- andantino
09 - Grand Duo concertant en mi majeur- allegretto
10 - Grand Duo concertant en mi majeur- andante cantabile
11 - Grand Duo concertant en mi majeur- tempo I
12 - Nocturne op.9 n°2 en mi bémol majeur
13 - Nocturne en ut dièse mineur
14 - Introduction et Polonaise brillante en ut majeur- introduction(lento)
15 - Introduction et Polonaise brillante en ut majeur- alla polacca(allegro con spirito)

DOWNLOAD Mega

segunda-feira, 26 de março de 2018

2017 - André Gabeh - O Jardim de André



01 - Prelúdio
02 - O Menino e o Sol
03 - Valsa Mediterrânea
04 - Estrelas N
05 - Mudo
06 - Às Vezes Quebro Tudo
07 - Pena
08 - O Bufalo
09 - Subiu
10 - Mar Bravio
11 - Dominique em Chamas

DOWNLOAD Mega

quarta-feira, 14 de março de 2018

2000 - Clementi - Sonatas, Preludios & Fantasie (Andreas Staier)



01 - Musical Characteristics Op.19 I Preludio alla Haydn in C major
02 - Keyboard Sonata in F minor Op.13 No.6 I Allegro agitato
03 - Keyboard Sonata in F minor Op.13 No.6 II Largo e sostenuto
04 - Keyboard Sonata in F minor Op.13 No.6 III Presto
05 - Capriccio in B flat major Op.17
06 - Keyboard Sonata in G minor Op.34 No.2 I Largo e sostenuto - Allegro con fuoco
07 - Keyboard Sonata in G minor Op.34 No.2 II Un poco adagio
08 - Keyboard Sonata in G minor Op.34 No.2 III Finale - Molto allegro
09 - Musical Charateristics Op.19 III Preludio alla Mozart in A major
10 - Keyboard Sonata in F major Op.33 No.2 I Adagio
11 - Keyboard Sonata in F major Op.33 No.2 II Allegro con fuoco
12 - Keyboard Sonata in F major Op.33 No.2 III Presto
13 - Fantasie on 'Au Clair de la lune' Op.48

DOWNLOAD Mega

quinta-feira, 22 de fevereiro de 2018

1963 - June Christy - The Intimate Miss Christy



01 - Spring Is Here
02 - Fly Me To The Moon (In Other Words)
03 - I Fall In Love Too Easily
04 - Time After Time
05 - The More I See You
06 - Don't Explain
07 - It Never Entered My Mind
08 - You're Nearer
09 - Misty
10 - Suddenly It's Spring
11 - I Get Along Without You Very Well
12 - Ev'rytime_
13 - Sometimes I'm Happy
14 - Tommy, Tommy


Al Viola – guitarra
Don Bagley – baixo
Bud Shank – flauta
Jonah Jones – trompete
Teddy Brannon – piano
George Foster – bateria

DOWNLOAD Mega

domingo, 18 de fevereiro de 2018

1952 - Verdi - Macbeth [Callas, Mascherini, Tajo; de Sabata]



Regente: Victor de Sabata

Orquestra e coro do Teatro alla Scala

Macbeth: Enzo Mascherini
Lady Macbeth: Maria Callas
Banco: Italo Tajo
Macduff: Gino Penno
Malcolm: Luciano della Pergola
Dama: Angela Vercelli
Medico: Dario Caselli
Domestico: Attilio Barbesi
Sicaro: Mario Tommasini

DOWNLOAD Mega